ECOLOGIA


Bioconstrução

A parede dupla dos blocos permite um aumento considerável na eficiência energética. Ou seja, a parede que se encontra do lado exterior funciona como uma “segunda pele” ou um “casaco” da própria construção e esta recebe e absorve todo o desfavorável impacto térmico, acústico e hídrico resultantes do calor, do frio, da chuva, do granizo, do vento, do ruído, etc., protegendo desta forma a construção e não transferindo estas energias desfavoráveis para o interior.

 

Respiração dos paramentos

A elevada eficiência energética é realmente assegurada através da ventilação natural e contínua da caixa de ar existente no interior da parede dupla permitindo a manutenção e conservação da temperatura ideal no interior, promovendo o bem-estar e o conforto.

Sustentação energética

O sistema construtivo utilizado permite que todo o interior das paredes sejam preenchidos com isolamentos garantindo o conforto e a manutenção da temperatura interior e economizando ou prescindindo do consumo de dispositivos de ventilação e ar-condicionado. Estes isolamentos perfazem uma espessura total de 250mm. Além disso, 90% dos materiais de isolamento são ecológicos. As construções produzidas pela BLOCOsystems foram alvo de ensaios térmicos que resultaram na verificação da dispensa de dispositivos de climatização artificial quando a temperatura exterior varia entre 5ºC e 40ºC mantendo a temperatura interior entre 17ºC e 24ºC.

Pegada ecológica

Refere-se ao impacto da atividade humana no terreno. Devido ao sistema de implantação a pegada ecológica torna-se mínima ou inexistente. As construções são implantadas a aproximadamente 40-50cm acima do terreno natural existente através de apoios de betão armado não enterrados com 40cm x 40cm x 40cm, minimizando quase por completo o impacto ambiental no terreno e presenvando a biodiversidade existente.

Respiração do pavimento

A caixa de ar criada sob todas as construções através do sistema de implantação utilizado garante a ventilação natural e contínua do pavimento, permitindo que este respire e impossibilitando o aparecimento de humidades ascendentes.

Ventilação cruzada

A colocação estratégica da caixilharia em lados opostos, permite, quando abertas, a circulação de ar ventilando a construção da forma mais natural possível. A opção oscilo-batente dos caixilhos permite controlar e gerir a ventilação conforme a necessidade de cada utente.

Gestão térmica solar

Os vãos possuem uma área considerável de envidraçado, e devido à utilização de gás argon pressurizado na caixa de ar do vidro duplo, rentabiliza mais uma vez os gastos na manutenção da temperatura interior.

Gestão hídrica

As construções estão preparadas para o aproveitamento das águas pluviais e das águas residuais ‘limpas’, através de sistemas de escoamento a depósitos e tanques definidos previamente para regas, arrefecimento das coberturas verdes e/ou reaproveitamento de algumas alimentações da rede de águas prediais.

 

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade e o uso de cookies ACEITAR
CONTACTE!